Buscar
  • redação CIVI-CO

A disseminação de notícias falsas, ou fake news, representa um risco à democracia, principalmente no período eleitoral. Informações mal intencionadas com, por exemplo, o intuito de manipular a opinião pública, propiciam a polarização política, o que coloca em risco um dos elementos cruciais para que exista democracia: o diálogo.

Para ajudar a diminuir o compartilhamento de notícias falsa, a IFCN (Rede Internacional de Checagem de Fatos, da sigla em inglês) em parceria com Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio), disponibilizou um recurso de checagem de informação que pode ser habilitado diretamente no whatsapp.

Deste modo, fica mais fácil para verificar se aquela “notícia” que chegou no grupo da família, ou do trabalho, é falsa ou verdadeira.

Veja no passo a passo de como habilitar a ferramenta ou clique aqui e vá direto para a conversa com o chatbot:

  • Grave o número +1 (727) 291 2606 na agenda do celular. Este é o contato do chatbot;

  • Depois, inicie uma conversa mandando um “oi” para o contato do robô. Ele responderá prontamente;

  • Contato feito, o robô vai explicar como realizar a busca, que pode ser feita a partir de uma simples palavra-chave ou de perguntas;

  • Digite o termo ou frase que deseja verificar. Em um instante você receberá o resultado dizendo se a informação é falsa ou verdadeira.

Curtiu essa informação? Então, aproveita e a compartilhe com seus amigos e grupos no whatsapp!


0 visualizaçãoEscreva um comentário

Como cidadãos, é nosso dever ouvirmos e analisarmos com atenção as propostas realizadas pelos candidatos a cargos públicos. No entanto, infelizmente, alguns candidatos manipulam informações para desinformar a população durante o processo eleitoral. Saiba quais podem ser as principais artimanhas usadas este ano e esteja atento para não cair em nenhuma delas:



  • Ataques ao processo eleitoral: sempre desconfie de questionamentos infundados ao processo eleitoral e de alegações sem prova de fraude nas urnas eletrônicas.

  • Uso da covid-19: a desinformação envolvendo o coronavírus é um prato cheio para as notícias falsas. Observe se o seu candidato está politizando a pandemia.

  • Imagens fora de contexto: atenção ao uso de fotografias antigas, fora de contexto, ou até manipuladas digitalmente, para manchar a imagem do oponente.

  • Conspiração em vídeos: Vídeos são mais difíceis de checar, já que surgem cada vez mais ferramentas para manipular este tipo de material. Se você não sabe se o vídeo é verídico, não compartilhe.

  • Áudios mentirosos: áudio no whatsapp não é sinônimo de notícia. Os áudios possibilitam o uso de um artifício muito poderoso: a citação a uma pessoa de confiança, que pode ser um parente ou alguém influente, que provavelmente não sabe que está sendo citado para fortalecer uma mentira.

  • Ódio à imprensa: para aqueles que querem desinformar a população, uma das estratégias é o ataque e a incitação ao ódio à imprensa profissional.


Curtiu? Então, compartilhe este texto para que mais pessoas tenham acesso a essas informações.

18 visualizaçõesEscreva um comentário

A educação é a forma mais eficaz para combater o racismo, as diversas formas de preconceito e a intolerância. É o acesso à pluralidade de informação e educação de qualidade que garantirá às crianças o direito e as condições de não reproduzirem o preconceito e de desenvolverem um senso de colaboração em relação ao outro.

A multiplicidade de vivências nos enriquecem como ser humano e, neste sentido, a diversidade é o elemento-chave para a construção de uma sociedade equânime, com cidadãos habilitados a pensarem soluções em todas as esferas sociais sob pontos de vistas que envolvam todas as pessoas.

Aqui no CIVI-CO existem duas iniciativas que vêm atuando intensamente em projetos norteados pelo ODS 4 (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU) que visa “assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.”


A edtech Piraporiando, que atua na criação e publicação de obras literárias e programas de formação focados na diversidade para uma educação antirracista, antibullying e sem preconceitos, e o Instituto Rodrigo Mendes (IRM), organização sem fins lucrativos que trabalha para que toda pessoa com deficiência tenha uma educação de qualidade na escola comum.

Conheça, apoie e compartilhe o trabalho que essas iniciativas estão realizando:

Conteúdos Antirracistas para Crianças e Educadores

Neste e-book gratuito, a Piraporiando apresenta uma seleção de livros, vídeos educativos, filmes, clipes musicais, desenhos, referências de autores, pesquisadores, educadores, pensadores, artistas e projetos que reforçam o protagonismo negro na sociedade. Este material é direcionado a educadores, crianças e a todas as pessoas que acreditam na necessidade de termos uma educação antirracista. Clique aqui para baixar.


Curso Educação para a diversidade

Tendo como foco a educação antirracista, antibullying, sem preconceitos e baseada no afeto, o curso Educação para a Diversidade, realizado pela Piraporiando, é inteiramente online e tem como objetivo contribuir para a capacitação dos educadores, propondo ações e projetos eficazes para uma educação que promova a equidade. O programa aborda a implementação de leis e ações afirmativas, buscando o combate à desigualdade social e a garantia dos direitos de crianças e jovens. Interessados podem se inscrever até o dia 15 de agosto.

Portas Abertas para a Inclusão

Realizado pelo IRM, o curso gratuito Portas Abertas para a Inclusão tem como objetivo apoiar redes públicas de ensino na promoção da inclusão escolar de meninos e meninas com deficiência por meio da ressignificação da educação física e de práticas esportivas seguras. O curso, ministrado à distância, está disponível desde setembro de 2018 na internet, e já formou mais de 54 mil pessoas. Educadores podem se inscrever gratuitamente clicando aqui.


Educação Inclusiva na Prática

Organizado por Rodrigo Hübner Mendes, superintendente do Instituto Rodrigo Mendes, o livro Educação Inclusiva na Prática é o lançamento da Editora Moderna e da Fundação Santillana sobre experiências reais de estudantes com deficiência em sala de aula.

O livro, disponível gratuitamente em PDF, conduz o leitor pelo universo da relação entre ensino-aprendizagem de estudantes com deficiência na escola comum, a partir de seis estudos de caso, além de abordar a história e os conceitos da educação inclusiva. Clique aqui para baixar o livro.

Protocolos Sobre Educação Inclusiva Durante a Pandemia da Covid-19

Diante dos enormes impactos gerados pela pandemia da COVID-19 nas redes de ensino do Brasil, o IRM publicou o Protocolos Sobre Educação Inclusiva Durante a Pandemia da Covid-19, resultado de um estudo realizado pelo Instituto com 23 países e organismos internacionais. O objetivo é contribuir com os gestores responsáveis por planejar e implementar políticas públicas voltadas à garantia do direito à educação das pessoas com deficiência, tanto no período de isolamento social como na fase de reabertura das escolas. Acesse o conteúdo clicando aqui.


Para ficar por dentro de todas as iniciativas e eventos realizados pela Piraporiando e pelo Instituto Rodrigo Mendes, siga @piraporiando e @institutorodrigomendes no Instagram!

42 visualizaçõesEscreva um comentário

NEWSLETTER civi-co

  • Facebook
  • Instagram
civi-co_branco_1.png