NOTÍCIAS

Buscar

O trabalho remoto, que antes era um sonho quase impossível para muitos trabalhadores ou inviável para muitas empresas, tornou-se, de modo forçado e às pressas, uma realidade em 2020. De acordo com a pesquisa Gestão de Pessoas na Crise Covid-19, feita pela Fundação Instituto de Administração (FIA), o home office foi adotado por cerca de 46% das empresas brasileiras após o início do isolamento social, em abril do ano passado.

No entanto, migrar do escritório para o home office não foi fácil. A falta de planejamento fez com os trabalhadores fossem se adaptando à nova realidade de inúmeras videoconferências, aumento de volume de mensagens, conciliação de tarefas domésticas e cuidado com os filhos… à base de experimentação, acertos, erros e muitos ajustes na comunicação entre equipes.

Uma pesquisa realizada pela KPMG no Brasil comprovou que alguns meses após a mudança, do ponto de vista do empresário, dono do negócio, nos adaptamos ao trabalho remoto. Para 45% dos respondentes, a produtividade se manteve durante a pandemia. Para outros 24%, seus funcionários foram até 20% mais produtivos. Foram ouvidos quase 600 donos de empresas de diversos segmentos, em todas as regiões do País, durante os meses de agosto e setembro.


Mas, como diz Karl Marx, “o homem é por natureza um animal social”. Por isso, a falta de interação com os colegas de trabalho e a impossibilidade de sair de casa, impostas pela pandemia, levou muita gente a ter saudade do escritório.

Em dezembro de 2020, o MIT Technology Review publicou uma edição especial sobre home-office, que revelou que quando o assunto é a retomada das atividades nos escritórios, apenas 6,5% dos entrevistados dizem não querer mais home office nenhum dia, enquanto 93,5% querem manter pelo menos um dia desse formato.


Ou seja, trabalhar em casa pode ser bom, mas boa parte das pessoas tem necessidade de frequentar o escritório. A solução seria optar pelo modelo híbrido de trabalho, que mistura o trabalho remoto às atividades presenciais na empresa ao longo de um período. Na prática, seria como intercalar um ou dois dias em casa com outros três ou quatro no escritório.

Aqui no CIVI-CO, devido ao aumento da aderência ao trabalho híbrido, criamos um plano específico para atender às necessidades de nossos residentes que têm optado por esta modalidade. Se o seu negócio está em fase de transição para o modelo híbrido de trabalho, entre em contato com a gente para saber mais sobre os nossos novos planos. É só mandar e-mail para contato@civi-co.net .

14 visualizações0 comentário

No próximo dia 7, a partir das 17h, a Folha e a Fundação Schwab realizam o webinário “Boas Práticas em Resposta à Covid-19” e a cerimônia virtual de premiação dos finalistas das três categorias desta edição especial: Ajuda Humanitária, Mitigação dos Impactos e Legado Pós-Pandemia.

O evento dará visibilidade a diversas ações que representam a força do empreendedorismo social para mitigar os efeitos de uma crise social, sanitária e econômica sem precedentes no país.


Vamos juntos participar desta edição histórica do Prêmio Empreendedor Social 2020. O evento será online com transmissão ao vivo pelo site da Folha.



8 visualizações0 comentário
  • redação CIVI-CO

Atualizado: 28 de Out de 2020

A disseminação de notícias falsas, ou fake news, representa um risco à democracia, principalmente no período eleitoral. Informações mal intencionadas com, por exemplo, o intuito de manipular a opinião pública, propiciam a polarização política, o que coloca em risco um dos elementos cruciais para que exista democracia: o diálogo.

Para ajudar a diminuir o compartilhamento de notícias falsas, a IFCN (Rede Internacional de Checagem de Fatos, da sigla em inglês) em parceria com Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio), disponibilizou um recurso de checagem de informação que pode ser habilitado diretamente no whatsapp.

Deste modo, fica mais fácil para verificar se aquela “notícia” que chegou no grupo da família, ou do trabalho, é falsa ou verdadeira.

Veja no passo a passo de como habilitar a ferramenta ou clique aqui e vá direto para a conversa com o chatbot:

  • Grave o número +1 (727) 291 2606 na agenda do celular. Este é o contato do chatbot;

  • Depois, inicie uma conversa mandando um “oi” para o contato do robô. Ele responderá prontamente;

  • Contato feito, o robô vai explicar como realizar a busca, que pode ser feita a partir de uma simples palavra-chave ou de perguntas;

  • Digite o termo ou frase que deseja verificar. Em um instante você receberá o resultado dizendo se a informação é falsa ou verdadeira.

Curtiu essa informação? Então, aproveita e a compartilhe com seus amigos e grupos no whatsapp!


20 visualizações0 comentário

NEWSLETTER civi-co

  • Facebook
  • Instagram
civi-co_branco_1.png