• redação CIVI-CO

Specialisterne insere pessoas com autismo no mercado de trabalho.

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo chama a atenção para o Transtorno que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.

No Brasil, já são mais de 2 milhões de autistas. Os dados do órgão americano CDC (Center of Diseases Control and Prevention) mostram também que São Paulo é o estado com maior número de diagnósticos de Transtorno do Espectro do Autismo. E é exatamente na capital paulista que uma organização, fundada na Dinamarca, tem mudado a vida de brasileiros com autismo.

A Specialisterne chegou a São Paulo há pouco mais de 2 anos com o propósito de formar e inserir profissionais com TEA no mercado de trabalho.

O Brasil é o 1º país da América Latina a sediar a empresa que foi fundada em 2 de fevereiro de 2004 pelo dinamarquês Thorkil Sonne. Seu filho Lars tinha sido diagnosticado com autismo infantil e, pensando no futuro do menino, ele decidiu criar a Specialisterne (Especialistas em português) para divulgar ao setor empresarial as habilidades especiais das pessoas com TEA.

E se o tema é inclusão, estamos falando de impacto cívico-social, então nada mais natural que o CIVI-CO apoie a iniciativa transformadora. Marcelo Vitoriano, diretor geral da Specialisterne, fala com entusiasmo da parceria, “Para nós é um orgulho ter o CIVI-CO apoiando nosso projeto!”

Marcelo Vitoriano, diretor geral da Specialisterne, com o troféu de 1º lugar no IV Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência 2017. Foto divulgação[/caption]

Psicólogo de formação, Marcelo sabe que o projeto da Specialisterne é, mais do que tudo, uma missão que exige muita determinação e paciência para mudar a forma como as corporações enxergam os autistas. “É um trabalho de formiguinha... Ainda causa muita estranheza às empresas a ideia de contratar uma pessoa com deficiência. Quando se fala em autismo, existe uma visão estereotipada. Nosso desafio é mostrar às empresas que elas estão desperdiçando talentos e que com a contratação de pessoas com autismo, elas não só vão valorizar a diversidade, como terão profissionais gerando soluções que nós neurotípicos não conseguimos criar. As pessoas e as empresas ainda precisam desenvolver suas habilidades sociais.”

A Specialisterne é uma empresa social, mas trabalha como uma consultora de TI (Tecnologia de Informação). A organização criou uma metodologia que é aplicada durante um programa realizado na própria empresa e que leva de 4 a 5 meses. Neste período, os candidatos são capacitados para trabalhar no mercado da tecnologia de informação. Ao final do curso, além de buscar oportunidades de trabalho, a Specialisterne oferece às empresas o serviço de consultoria para viabilizar parte da formação dos profissionais com autismo. E, muitas vezes, o aluno acaba virando um consultor da própria Specialisterne.

“É incrível acompanhar o desenvolvimento deles no dia a dia da empresa, é muito gratificante,” revela Gláucia Ribeiro, gerente de comunicação e marketing da organização. O potencial e valor das pessoas com TEA, transtorno que engloba o chamado Autismo Clássico e outros distúrbios neurológicos, como a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do desenvolvimento sem outra especificação ( TID-SOE) , impressiona a quem, como Gláucia, tem a oportunidade de conviver com elas.

Além dos alunos, a maior parte dos empregados da Specialisterne tem um diagnóstico de TEA. E a experiência mostra que quando se dá apoio e espaço para essas pessoas desenvolverem seu potencial, o que se vê são profissionais sérios, comprometidos e totalmente dedicados ao trabalho. "Temos que ter um olhar para as habilidades das pessoas, para o potencial delas, e não para as suas deficiências. Pessoas com autismo têm uma integridade fantástica, algo raro de se ver hoje em dia,” resume Marcelo.

Este ano, a Specialisterne quer expandir ainda mais sua atuação, levando sua metodologia para outros estados do Brasil, a começar pelo Rio de Janeiro. Uma parceria firmada em 2013 com a empresa alemã SAP, líder mundial em software de gestão empresarial, acabou gerando uma grande oportunidade para os cariocas. A Specialisterne vai realizar uma formação de consultores para atender as necessidades do escritório da SAP na cidade do Rio de Janeiro.

Para participar do programa, os interessados devem entrar em contato com Fernanda Lima, Diretora de Formação, pelo e-mail: fernanda.lima@specialisterne.com

0 visualização
civi-co_branco_1.png